John Crowley

John Crowley

Biografia

John Crowley nasceu em Presque Isle, Maine em 1942; o seu pai era um oficial da Força Aérea norte-americana. Cresceu em Vermont, no nordeste de Kentucky e Indiana, onde frequentou o secundário e a universidade. Mudou-se para Nova Iorque depois de concluir os estudos universitários para fazer filmes, acabando por trabalhar na realização de documentários, uma actividade que ainda hoje exerce. Publicou o seu primeiro romance, The Deep, em 1975, e a sua 15ª obra de ficção, Endless Things, em 2007. Desde 1993 que ensina escrita criativa na Universidade de Yale. Em 1992, recebeu o Prémio da Literatura da Academia Americana e Instituto de Artes e Letras.Os seus primeiros romances publicados pertencem ao género da ficção científica: The Deep (1975) e Beasts (1976). Engine Summer (1979) foi nomeado para o American Book Award em 1980; surgiu na antologia 100 Best Science Fiction Novels de David Pringle.Em 1981, surgiu Little, Big que a escritora Ursula Le Guin descreveu como um livro que por si só exige uma redefinição da fantasia.Em 1980, Crowley iniciou um ambicioso romance de quatro volumes, Aegypt, constituído por The Solitudes (publicado originalmente como Aegypt), Love & Sleep, Daemonomania e Endless Things. Esta série, assim como Little, Big, foram referidos quando Crowley recebeu o prestigiado Prémio de Literatura da Academia Americana de Artes e Letras.Recebeu também a bolsa da Fundação Ingram Merrill. Os seus romances recentes são The Translator, vencedor do Prémio Flaianno (Itália), e O Manuscrito Perdido de Lorde Byron, que contém um romance inteiramente imaginado pelo poeta. Uma novela, The Girlhood of Shakespeare´s Heroines, surgiu em 2002. Uma edição comemorativa do 25º aniversário de Little, Big, com arte de Peter Milton e um ensaio crítico de Harold Bloom, encontra-se em preparação. A ficção curta de Crowley foi coligida em três volumes: Novelty (que contém a novela Great Work of Time, vencedora do World Fantasy Award), Antiquities e Novelties & Souvenirs, e um volume que contém toda a sua ficção curta até à sua publicação em 2004. Uma colectânea de ensaios e críticas intitulada In Other Words foi publicada no início de 2007.Em 1989, Crowley e a sua esposa, Laurie Block, fundaram a Straight Ahead Pictures, para produzir produtos multimédia (filmes, vídeos, rádio e Internet) sobre a cultura e história norte-americana. Crowley escreve guiões para curtas-metragens e documentários, inclusive, muitos documentários históricos para a televisão pública; o seu trabalho já foi alvo de numerosos prémios e foi exibido no Festival de Cinema de Nova Iorque, o Festival de Cinema de Berlim, e muitos outros. Os seus guiões incluem The World of Tomorrow, No Place to Hide, The Hindenburg e FIT: Episodes in the History of the Body.A correspondência com o crítico literário Harold Bloom, e o apreço mútuo, levou a que em 1993 Crowley aceitasse um cargo na Universidade de Yale, onde lecciona cursos de ficção utópica, escrita ficcional, e escrita de guiões. Bloom afirmou em Contenville.com que Little, Big está entre os cinco melhores romances por um autor vivo, e incluiu Little, Big, Aegpyt (The Solitudes), e Love & Sleep no seu cânon de literatura (no apêndice a The Western Canon, 1994).Prémios• 1982: Little, Big received the World Fantasy Award for Best Novel and the Mythopoeic Fantasy Award. • 1990: Great Work of Time received the World Fantasy Award for Best Novella. • 1992: American Academy and Institute of Arts and Letters Award in Literature. • 1997: Gone received the Locus Award for Best Short Story. • 2003: The Translator received the Italian Premio Flaiano. • 2006: World Fantasy Award for Life Achievement.  

Obras do Autor

Visite-nos em:

Forum Bang Forum Bang Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business