A Espada de Shannara brevemente nos ecrãs...

… televisivos. Está confirmada a série televisiva baseada no segundo volume da saga Shannara, As Crónicas de Shannara (The Shannara Chronicles) que será produzida pela MTV e irá ter início este ano, com 10 episódios. Inicialmente para ser realizada por Jov Favreau (produtor executivo de Homem de Ferro), é afinal Jonathan Liebesmann (realizador de Fúria de Titãs [2012] e Tartarugas Ninja: Heróis Mutantes [2014]) quem assume o cargo, tendo o primeiro como produtor executivo. Os nomes associados prometem que será uma série de sucesso, à altura da qualidade e sofisticação de Guerra dos Tronos. Com um elenco ainda desconhecido mas disposto a surpreender, o argumento está a cargo de Miles Millar e Al Gough com orientação do autor Terry Brooks. 

A série tem início no segundo volume da série, As Pedras Élficas de Shannara, e na viagem que Amberle e Wil Ohmsford empreendem para criar uma nova árvore Ellcrys de modo a banir os demónios da sua nação. O facto de iniciar no segundo volume da série não é por acaso: dadas as severas críticas às semelhanças do primeiro livro da série com O Senhor dos Anéis de J. R. R. Tolkien, os produtores entenderam que o melhor seria começar a história a partir do segundo volume.

É fácil prever que a série será imediatamente (e equivocamente) comparada a Guerra dos Tronos. De modo a evitar tais comparações – justas ou não – Shannara terá de se distinguir rapidamente da série popular baseada nas obras de G. R. R. Martin, detentora de um contexto mais sombrio e político.

Felizmente que a fantasia épica e a aproximação à ficção científica dos livros de Brooks poderão, eventualmente, operar uma distanciação a Guerra dos Tronos logo de início. Com o talento de Jon Favreau e a produção executiva e supervisão do autor Terry Brooks, The Shannara Chronicles poderá tornar-se o próximo fenómeno televisivo, visto ter todo o potencial para que tal aconteça.

De facto, Terry Brooks redige uma carta aos leitores no seu website terrybrooks.net:

Fundamentalmente, só quero que saibam que estou muito feliz com a forma como tudo acabou por se resolver. Não poderia estar mais empolgado por estar associado a parceiros como Farah Films, Sonar Entertainment, Millar e Gough, Favreau, e agora a MTV. É uma equipa que vai meter as mãos na massa e deixar tudo perfeito.

O que mais me entusiasma num futuro próximo é o facto de estarmos todos dentro do mesmo barco relativamente à forma como a série será desenvolvida, e quão todos estão comprometidos a fazê-la respeitar integralmente o coração e a alma dos livros. Se não me sentisse assim, não poderia escrever esta carta.

Vamos celebrar! Já passaram 35 anos desde que tudo começou. O melhor ainda virá, e estou ansioso para o que poderá acontecer.

Publicado em 18 Junho 2015

Arquivo

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business