Amar-te-ei no Douro - Crítica no Segredo dos Livros

Mais uma autora portuguesa a dar os primeiros passos nesta selva que é a escrita! Mais uma vez, apostei na leitura de novos autores e, desta vez, fiquei feliz. Não considero o livro uma obra-prima, nem é disso que estamos à espera, mas de uma escrita com qualidade, cuidada e uma história/estória que nos prenda, que nos ensine algo de novo e que nos faça sonhar.

Vários pontos positivos compõem o “Amar-te-ei no Douro”. Está bem escrito, de forma cuidada, fluída, equilibrada e muito “à portuguesa”. A revisão pareceu-me cuidada; só encontrei uma troca nos nomes das personagens principais nas páginas 57 e 259, mas nada de grave e que não dê para corrigir. A estória está bem conseguida, as personagens estão relativamente bem estruturadas e a forma como é contada é interessante. Quanto ao conteúdo, achei-a menos rica. É uma estória de desencontros, de amores proibidos, bem à maneira portuguesa, com muitos dramas e acontecimentos algo forçados. No entanto, no conjunto final, resultaram num romance interessante que me prendeu à leitura sem problema algum. A certa altura, achei que a estória da mãe se repetiria na filha. Enganei-me redondamente! A autora soube dar-lhe uma volta que, a meu ver, tornou o livro mais romântico e nos tocou mais profundamente. Depois de tanto amor reprimido e calado, é bom saber que há ainda alguém que o pode viver em pleno!

Um livro interessante! Uma autora que vai crescer bastante. Basta apostar em si mesma, como certamente faz!

Publicado em 29 Julho 2014

Arquivo

2022

2021

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business