Antes de Sermos Vossos - Opinião no blogue Stoneart Books

Georgia Tann é uma personagem incontornável da história americana. Considerada, inicialmente, como uma mulher extraordinária que ajudava crianças órfãs e que as colocava para adopção rapidamente (foi, inclusivamente consultada por Eleanor Roosevelt sobre alterações de fundo à lei das adopções), veio, mais tarde (mais ou menos em 1950), a descobrir-se que a esmagadora maioria das crianças que estavam sobre sua alçada tinham sido raptadas, algumas logo à nascença (dizendo aos pais que tinham morrido à nascença), outras enquanto iam para a escola e outras ainda enquanto brincavam na rua. As que sobreviviam à estadia no lar gerido por Georgia Tann eram depois vendidas a preço de ouro às famílias que queriam adoptar. E, se nalguns casos, essas famílias trataram as crianças com todo o amor e carinho, dando-lhes uma vida normal, outros foram abusados física e psicologicamente, usados para todos os fins imagináveis.

Antes de Sermos Vossos baseia-se precisamente nesta história, e deixa-nos de rastos quando, por fim, fechamos a última página. Há muito tempo que não lia um livro que me marcasse desta forma, que me fizesse olhar duas vezes para os meus filhos, pensando o que seria de mim se me acontecesse o mesmo que a tantas mães cujos filhos foram raptados (em idades diferentes) para depois serem vendidos.

Há muito tempo que não lia um livro que me deixasse de luto, sem vontade de pegar noutro de seguida. Um livro intenso, que mexe com todos os sentimentos, que mexe com as nossas convicções e que nos deixa um amargo de boca. 

Algumas crianças raptadas por Georgia Tann foram compradas por famílias abastadas, que as amaram como qualquer filho merece, que lhes deram oportunidades que nunca teriam com as famílias biológicas. Mas isso justificará o que lhes aconteceu? Ao longo de todo o livro vamos pensando nisto, o que o torna ainda mais memorável.

A narrativa de Antes de Sermos Vossos alterna entre May e Avery, entre o passado e o presente, entre uma vida de sofrimento e a busca pela verdade. E é por May que vamos atando algumas pontas soltas, que vamos percebendo o que sofreram as crianças que viviam no lar, expondo uma parte pouco conhecida e terrível da história. É por May que percebemos que as crianças, já frágeis por terem perdido a família biológica de forma traumática (raptadas!), passavam fome, eram maltratadas física e psicologicamente e abusadas sexualmente, sem qualquer hipótese de se defenderem.

Em Antes de Sermos Vossos o medo das crianças é o nosso medo. A escrita faz-nos mergulhar no medo e no pavor que as crianças sentiam. A mesma escrita que nos transmite o amor entre elas. Antes de Sermos Vossos é uma lição de história, misturada com ficção, duma forma poderosa e emotiva. E é, sem dúvida, um dos melhores livros que alguma vez li.  

Classificação: 

Publicado em 15 Fevereiro 2018

Arquivo

2018

2017

2016

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business