Batista-Bastos sobre José Brandão no Jornal de Negócios

José Brandão e a força de um grande combate

Tenho por José Brandão uma estima e uma admiração que não concedo a muita gente. Ao longo dos anos, este pesquisador tenaz e penetrante, tem vindo a publicar livros que constituem uma espécie de história marginal dos nossos infortúnios. Nada demove este homem de coragem rara, e, periodicamente, publica trabalhos notabilíssimos, pela seriedade, pelo rigor e pela grandeza da procura. José Brandão, nos tempos difíceis e perigosos, militou na acção directa, e participou na Acção Revolucionária Armada, organização do PCP, não sendo ele comunista. Os imperativos morais e de consciência levaram-no à participação na luta contra o fascismo, sem nada querer em troca. Pagou com a cadeia e com a tortura, de que hoje tem sequelas, a nobreza do seu carácter. Este meu honrado amigo e probo historiador, acaba de publicar, pela editora Saída de Emergência, um livro fundamental, pela informação que recolhe e pela sabedoria da escolha. "A História da Pobreza em Portugal", ("Nove séculos de Bancarrotas, Resgates e Má-Gestão, de Afonso Henriques à Troika dos Nossos Dias"), constitui um documento imprescindível para que conheçamos o que de infortúnio nos tem aparecido no caminho. Nesta hora dramática da vida portuguesa é bom, é indispensável e urgente ler este livro de José Brandão. A não perder.

Baptista-Bastos                    Jornal NEGÓCIOS de 1 de Agosto de 2014.

Publicado em 4 Agosto 2014

Arquivo

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business