Cultos Inomináveis - Crítica no Segredo dos Livros

A primeira experiência que tive com este autor foi ao ler os contos do Conan, depois veio o Solomon Kane e, quando soube que a SdE ia publicar este livro de contos do autor, sabia que tinha que o ler. É verdade que o tipo de história destes contos não tem nada a ver com aquilo que li até agora do autor, mas senti uma imensa curiosidade sobre este livro, após ter lido a sinopse.

Antes de mais, não posso deixar de referir a capa. Sei que, à primeira vista, não parece nada de especial, mas é. Adorei os pequenos detalhes das imagens e achei que estas estavam perfeitamente adequadas ao tom do livro e das histórias. Perdi imenso tempo a observar cada uma e a deliciar-me.

Sinto que houve muita coisa que perdi ao ler os contos, por causa das inúmeras referências que são feitas ao mito de Chtulhu, criado por Lovecraft. Antes, durante e após a leitura do livro, dei por mim, por diversas vezes, a fazer pesquisas na internet, para melhor conseguir perceber as referências feitas e onde é que encaixava cada história. Além disso, senti também a necessidade de conhecer mais profundamente as personagens criadas pelo autor. Ficou uma imensa vontade de ler Lovecraft.

Posso dizer de boca cheia que estes contos são aqueles de que mais gostei do autor. Sem sombra de dúvida, senti-me agarrada desde o primeiro até ao último. O ambiente negro criado pelo autor, a maneira como nos apresenta os mistérios, as situações, os terrores que estão escondidos por esse mundo fora desde tempos imemoriais, é simplesmente brilhante e cativante. Não vou falar de cada conto individualmente, não vale a pena. Cada um deles me encantou da mesma maneira e me deixou completamente rendida. Gostei de ver as ligações entre vários deles e senti-me completamente fascinada por conseguir identificar o mesmo conjunto de seres na sua maioria. Seres esses saídos dos nossos piores pesadelos. O facto de, na história, os humanos serem seres bastante susceptíveis e sem capacidade para se defenderem (no geral) do mal do mundo está incrivelmente bem explorada. Houve, contudo, alguns contos que transmitiram um pouco de esperança na humanidade e na sua capacidade para superar determinados desafios.

Após ler este livro, só posso dizer que ele merece ser lido. Imediatamente. Do que é que estão à espera?

Publicado em 17 Março 2014

Arquivo

2020

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business