Divina por Engano - Crítica no Leitura Não Ocupa Espaço

Shannon Parker, uma divertida professora de Inglês do Oklahoma decide aproveitar as suas férias para fazer o seu desporto favorito: procurar velharias bonitas, cujos preços encaixam no seu reduzido orçamento de professora do secundário.
Pegando no seu mustang, Shannon segue rumo a um leilão, e lá, encontra um jarrão bastante peculiar, do qual não consegue tirar os olhos ou manter a distância!
Ao regressar a casa, com o jarrão, Shannon é levada para outro mundo, "aterrando" em Partholon.

Em Partholon, Shannon vê-se no lugar de Rhiannon, a Sumo-Sacerdotisa de Eponina, e no seu primeiro dia neste novo mundo, sem ainda conseguir perceber a realidade em que está inserida, é levada a casar com o Xamã dos Centauros a quem Rhiannon estava prometida, ClanFintan.

Para piorar, sendo Rhiannon detentora de um cargo bastante importante na sociedade de Partholon, Shannon vê-se numa situação complicada, em especial quando os Formolianos chegam ao seu território, espalhando o terror pela população.
 
Shannon vê-se rodeada por gente desconhecida num mundo desconhecido; um marido que é metade homem, metade cavalo; e inimigos maléficos cuja natureza, pensava Shannon, ser puramente mitológica.
 
PC Cast tece imensos elogios a Shannon, mas nunca pensei que poderia estar tão certa!
 
Shannon é uma lufada de ar fresco com a sua vivacidade e humor único.
Apesar de ter as suas inseguranças, não deixa de nos fazer rir um só momento, nem cativar com a sua personalidade forte e compassiva.
 
A, agora, amada da Deusa Eponina, é aquele tipo de personagens que todos os autores almejam criar um dia, visto que reúne todas as qualidades para o sucesso: humor e sensualidade q.b.; carácter forte; sapiente; e terrivelmente apaixonada, nunca caindo no exagero!
 
Shannon, é agora, uma das minhas heroínas literárias favoritas de sempre!
 
Quanto a ClanFintan, o encantador e másculo marido de Shannon... Bem, mas que homem/centauro fenomenal.O Xamã dos Centauros faz-nos desejar a mudança para Partholon, na esperança de arrecadar um centauro como ele.
 
Gostei deveras da forma como certas personagens secundárias foram usadas em prole do sucesso da protagonista feminina, tais como: Alanna, a sua melhor amiga.
 
"Divina por Engano" é mais que um romance paranormal. É, também, uma trama com bastante acção, escrita com destreza e muito, muito humor.
 
PC Cast chegou e conquistou com a sua criatividade e carinho impressos nesta obra.
 
Um livro romântico, mas extremamente bem disposto, que arrancará gargalhadas até aos mais sérios!
Publicado em 3 Março 2014

Arquivo

2020

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business