Entrevista a Sylvain Reynard pelo blogue Leitura Não Ocupa Espaço

Leitura Não Ocupa Espaço entrevista: Sylvain Reynard
O misterioso autor canadiano de "O Inferno de Gabriel" teve a gentileza de se deixar entrevistar pelo Leitura Não Ocupa Espaço... e nós não poderíamos estar mais contentes!

Querem saber como correu?
Então aqui fica a entrevista a Sylvain Reynard!

Leitura Não Ocupa Espaço: Dante e Beatriz têm um grande papel na série do Gabriel. De onde veio esta inspiração?

Sylvain Reynard: Bom Dia, Joana, é um prazer falar com você e seus leitores. (e sim, o autor escrever mesmo esta frase em português :D )
A inspiração de Dante e Beatriz vem de várias fontes, mas especialmente das obras de Dante "A Divina Comédia" e "Vida Nova". A estória de amor de Dante e Beatriz é muito emotiva, mas também muito casta, visto que ambos eram casados com outras pessoas e Dante admirava Beatriz à distância.

LNOE: "O Inferno de Gabriel" veio de uma fanfic do Twilight. A Stephenie Meyer é uma referência para si? De que forma o trabalho da autora se relaciona com o seu?

Sylvain Reynard: Eu penso no Twilight como uma reedição do mito de O Monstro e a Criada (mito grego referente a Andromeda e Perseus, onde o feroz monstro de Medusa - Perseus,- salva a princesa da Etiópia Andromeda). "O Infernode Gabriel" também é uma reedição deste mito. No meu romance, o monstro é um arrogante e rude Professor, enquanto que a criada é a sua jovem aluna.

LNOE: O Gabriel tem um passado negro, mas terá ele a sua redenção através de Julia?

Sylvain Reynard: Eu não quero revelar detalhes da estória, mas posso dizer-te que se esperamos a redenção através dos nossos parceiros, iremos desiludir-nos. O amor pode curar, mas todos necessitamos de graça e perdão, para além do que o nosso parceiro nos pode dar.

LNOE:  Escrever romances sensuais fora algo que sempre quis? Podemos esperar mais do mesmo no futuro, mesmo que não relacionado com a série do Gabriel?

Sylvain Reynard: Eu não planeei escrever um romance sensual, mas a sensualidade emergiu da personagem do Professor. Ele tira prazer em comer e beber, música, arte e sexo. Naturalmente, estes elementos fizeram parte da construção da estória.
De momento estou a escrever o terceiro livro do Professor. Depois disso, tenho um contracto com a Berkley Press para mais dois romances, cujo tema está ainda por anunciar.

LNOE: Gabriel e Julia são perfeitos um para o outro, mas até mesmo o Paraíso tem problemas... problemas chamados Paulina e Simon. Irão eles voltar no livro #3, ou, irá o nosso adorado casal enfrentar novos problemas?

Sylvain Reynard: Ainda estou a escrever o livro #3, por isso não posse responder a essa questão. No entanto, eu postei dois teasers do livro no meu website: teasers livro #3 (carregar no link).
E espero revelar outro teaser em breve.

LNOE: Quando o Gabriel e a Julia foram a Itália, a forma como descreveu os sítios fez-me sentir que me encontrava nos mesmos... foi tudo um produto da sua imaginação, ou já visitou a cidade?

Sylvain Reynard: Obrigado, eu estive em Itália algumas vezes. Florença é uma das minhas cidades favoritas, mas também gosto da região da Úmbria. Assis é uma cidade bastante pacata.
Muitos leitores disseram-me que planeiam visitar Itália devido às cenas do meu livro. Estou à espera que o Ministério do Turismo me reembolse ;)

LNOE: Tenho de dizer, que na minha óptica, o Gabriel nada tem a ver com o Edward, daí que me é difícil perceber a ligação, pois o Gabriel cresceu em mim de forma muito mais intensa do que o vampiro. Como criou o Gabriel?

Sylvain Reynard: Inicialmente, tinha em mente uma personagem muito desagradável, e eu imaginei como mudaria a percepção do leitor se o visse no seu estado mais vulnerável dentro de portas fechadas.

LNOE: Estará o livro #3 disponível para venda este ano?

Sylvain Reynard: Ainda não tenho uma data de lançamento, mas o livro #3 está a correr bem.

LNOE: Porque decidiu escrever três, em vez dos dois livros planeados?

Sylvain Reynard: Inicialmente, planeei escrever apenas dois livros sobre o Professor. Mas, aquando do lançamento do segundo livro em Maio de 2012, comecei a receber notas e emails de leitores que imploravam por um terceiro livro. Os pedidos foram tantos que mudei de ideias.

LNOE: Pensa que a capa portuguesa d'O Inferno de Gabriel descreve o livro?

Sylvain Reynard: Eu gosto bastante dela. A foto parece-se com uma cena no apartamento do Professor - podes ver a coligação entre o estilo antiquado, papel de parede com textura, linhas duras num sofã de cabedal, e uma almofada e lençol de seda. Visto que existe apenas uma almofada e não duas, foca a solidão do Professor, algo bastante patente apesar de este se rodear de luxos.

LNOE: Existe a possibilidade dos livros se converterem em série televisiva ou filme?

Sylvain Reynard: Muitos leitores me perguntam o mesmo. Mas não tenho nenhum anúncio a fazer sobre isso.

LNOE: Como escritor, poderá dar dicas sobre o sucesso a novos escritores?

Sylvain Reynard: Eu tenho dois conselhos para novos escritores. Primeiro, escrevam diariamente. Segundo, encontrem um amigo de confiança que leia o vosso trabalho. Escrever diariamente desenvolverá a disciplina necessária para finalizarem o vosso manuscrito. E como todos os escritores precisam de um editor, é importante encontrar alguém que vos dê um feedback construtivo sobre o vosso trabalho, ajudando-vos a melhor.

LNOE: Muito obrigada pela sua boa vontade. Espero que um dia visite Portugal, o nosso país é pequeno mas recheado de bonitos lugares e pessoas. Quiçá, poderá vir a ser a inspiração para uma nova saga de romances ;)

Sylvain Reynard: Obrigado Joana, foi um prazer. Portugal é um lindo país, e daria uma excelente musa para um romance.

Que acharam?
O autor não é fantástico?
Adorei esta entrevista, assim como a receptibilidade do autor,  paciência para responder a todas estas questões e boa disposição.
Obrigada por esta oportunidade Sylvain!

Publicado em 13 Fevereiro 2013

Arquivo

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business