Highlander, Para Além das Brumas - Crítica no blogue Segredo dos Livros

Mais um livro excelente da Karen Marie Moning.
Devido à ordem como foi publicado, admito que, no início, me fazia confusão o Adam Black, por já ter havido um livro dele, e é completamente desagradável saber como ele era mau.
No entanto, este livro, apesar de ser bastante parecido com os anteriores, acho que é dos melhores.
Temos um homem completamente lindo de cair para o lado, que transpira sexualidade e que é deveras poderoso. E, por outro lado, uma mulher que odeia homens bonitos e que viaja contra a sua vontade no tempo, saltando tantos anos que ela própria pensa que é um sonho.
Açor tinha de casar com a filha do rei, no entanto, a Louca, como lhe chamavam, morreu. E do nada aparece Adrienne que também não faz a mínima ideia de como foi lá parar. Obrigada a casar-se com Açor, que não aparece no casamento, vive com a confusão de estar a sonhar ou estar acordada.
O que lhe passa pela cabeça, quando conhece o seu novo marido, é "Porque não disse as palavras antes?". Adrienne jurou a si própria que nunca iria deixar-se levar por homens bonitos, pois assim o fizera no passado e dera-se muito mal.
Com uma relação de amor e ódio, Açor tenta a todo o custo conquistar Adrienne, pela qual se apaixonou logo no dia que a viu, mas sem ter tal intenção. Tal como ela.

Um livro que não descansei enquanto ano larguei. Digo que é, sem dúvida, muito melhor do que os primeiros que foram publicados.
Tem diálogos e situações de puro humor que me valeram umas boas gargalhadas.

Publicado em 5 Junho 2012

Arquivo

2019

2018

2017

Listas de Recomendações

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business