O Dardo de Kushiel - Crítica em Bué de Livros

Bem-vindos a Terre D'Ange, pátria dos D'Angeline, e palco inicial da trilogia Kushiel, de Jacqueline Carey. A série de livros passa-se num mundo medieval europeu adaptado (com Terre D'Ange a ocupar o território da França), uma nação fundada pelo Abençoado Elua.

A nossa narradora é Phèdre, nascida com uma marca escarlate no olho esquerdo (o que a destina a ser uma Serva de Naamah) e vendida para servir na Corte da Noite, onde fica até ser comprada por Delaunay, um fidalgo que vê nela a marca de Kushiel e a treina para ser uma cortesã e uma espia ao seu serviço, juntamente com Alcuin, outro pupilo de Delaunay.

Phèdre é uma boa narradora e protagonista, forte, determinada e inteligente, com um grande sentido de sobrevivência. Treinada nas artes da alcova e instruída em história, política, filosofia e vários idiomas, torna-se uma anguissette irresistível, oferecendo prazeres destinados aos mais altos círculose obtendo as informações necessárias ao objectivo de Delaunay.

As intrigas e esquemas que Phèdre e Alcuin desvendam entre lençóis vão levar a acontecimentos dramáticos, que os colocam no palco da luta de poderes, chamando a atenção dos nobres poderosos, que os tentam usar nos seus jogos de traição e influências.

O dardo de Kushiel é um livro rico em detalhes. Demorei um pouco a familiarizar-me com os termos comuns e os vários locais, com a hierarquia das casas e a cultura presentes no livro, mas isso é natural e acontece neste tipo de livros; é uma questão de tempo (e capítulos) até absorvermos tudo. O tom do livro é formal, barroco até, e a autora optou por um vocabulário complexo e rico, o que também requer alguma habituação.

Para quem gosta de intriga e lutas de poder, vai gostar d'O dardo de Kushiel, com a ressalva de que um universo tão extenso e cheio de pormenores exige paciência nas primeiras dezenas de páginas. Depois disso, torna-se uma leitura entusiasmante, a que se volta com gosto.

Como é habitual, a editora disponibilizou um excerto do livro; podem lê-lo aqui.
****

(bom)

Publicado em 18 Fevereiro 2014

Arquivo

2020

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business