O Despertar da Magia - Crítica no blogue Morrighan

Quando se começa a ler um livro de Martin é muito difícil parar. Sendo um autor completamente impiedoso e aparentemente desprovido de qualquer tipo de sentimentalismos - o que não é necessariamente mau, apenas bastante doloroso para o leitor que se afeiçoa a uma personagem -, George R.R. Martin consegue surpreender sempre o leitor quase capítulo após capítulo.

Em O Despertar da Magia temos mais episódio cheio de acção. Os Sete Reinos estão num caos cada vez maior. Todos se proclamam reis e rainhas, nenhum detém o verdadeiro poder sobre o outro e, entretanto, para lá da muralha as surpresas começam a chegar envolvidas cada vez mais em mistério.

Começa a ser complicado opinar sobre estes livros sem correr o risco de ter spoilers. Os acontecimentos sucedem-se à velocidade da luz e o que era ontem já não é hoje. Isso acontece principalmente neste volume. Winterfell talvez nunca volte a ser o que era; de dois reis que se achavam no direito de proclamar o trono de ferro, nenhum sobrevive, ou assim pensamos nós; quem sempre se mostrou ser uma das pessoas mais cruéis acaba por mostrar uma fragilidade surpreendente; e ainda temos a nossa mãe dos Dragões, Daenerys, que continua na sua demanda para reclamar Westeros.

Relativamente às personagens, estou a gostar bastante de Bran e dos seus sonhos de lobo; Arya continua a ser das minhas preferidas; vou torcer eternamente por Tyrion (o anão é realmente uma personagem extremamente boa); não faço ideia do que irá acontecer a Robb, mas estou bastante na expectativa; Sansa continua a ser um mistério para mim; mas é de John Snow que espero as maiores surpresas. O fim deste volume deixou-me a curiosidade aguçadíssima para o próximo.

A escrita de Martin não deixa margem para dúvidas de que estamos perante um autor de eleição. Apesar de ser bastante drástico no decorrer da trama, a forma como nos faz amar e odiar as personagens provoca uma sensação de dependência na leitura. Queremos sempre saber o que vai acontecer a seguir, se as nossas personagens vão ficar bem, se as outras vão ser finalmente derrubadas ou se nem uma coisa nem outra, havendo uma grande reviravolta. Só posso recomendar e dizer que adorei.

Publicado em 2 Janeiro 2013

Arquivo

2019

2018

2017

2016

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business