O Duque Mais Perigoso de Londres - Opinião em The Girl Who Reads

De tanto ouvir falar desta autora, há já bastante tempo que sentia-me intrigada em ler algo dela. Assim, com este lançamento, e estreia da autora na chancela da Saída de Emergência, decidi experimentar ler um livro da tão conhecida Madeline Hunter.

Depois de ler autoras fantásticas, dentro deste género, como Sarah MacLean e Tessa Dare, esperava mesmo muito desta ‘nova’ autora. Embora não tenha correspondido às minhas expectativas, na sua totalidade, gostei imenso de Madeline Hunter e sinto que esta pouco atrás fica das outras duas autoras indicadas anteriormente.

“O Duque mais Perigoso de Londres” apresenta-nos um romance simples mas com um padrão que adoro seguir neste género literário, que nos prende mais e mais a cada virar de página. Para ser perfeito, para mim, faltou haver um pouco mais de dramatização na ‘situação’ final, que por norma, neste tipo de livro, serve para separar o casal temporariamente, vindo depois, estes, a superar esse drama, ficando juntos. Apesar de menos trabalhado, não deixa de ser um drama final um tanto surpreendente com as pequenas revelações e conclusões feitas!
Em suma, vi-me envolvida numa narrativa fluente, divertida, e mal posso esperar por conhecer melhor o resto da sociedade dos duques decadentes bem como os respetivos casais!

O que mais gostei deste primeiro livro foi a questão de Clara ser dona de uma revista, em conjunto com outras personagens femininas, o que reflete a personalidade independente e corajosa da protagonista, fazendo-me gostar mais dela do que do protagonista masculino, o que não é hábito meu em livros de romance de época (haha).
Espero continuar a seguir este conjunto de mulheres e a sua revista nos próximos livros e sei que vou adorá-lo, sem dúvida, pois vivendo atualmente num século em que as mulheres alcançaram já muito, é bastante cativante seguir protagonistas/personagens que tenham um poder feminino, por outras palavras, ‘girl power’. Acaba por ser um fator que também influencia no drama da história e no quão diferente torna-se o casal do romance e adoro isso por completo!

Não sei dizer se este é o melhor livro de Madeleine Hunter para se começar a seguir a autora, tratando-se esta da minha estreia, mas posso dizer que é um começo bastante bom, para quem nada conhece da autora. Se gostam de autoras como as que mencionei acima ou como Emma Wildes e Julia Quinn, tenho a certeza que irão desfrutar deste livro, que dá inicio à trilogia A Sociedade dos Duques Decadentes!

Publicado em 20 Fevereiro 2018

Arquivo

2018

2017

2016

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business