O Inferno de Gabriel - Crítica no blogue Esmiuça o Livro

O inferno de Gabriel é um romance baseado de uma forma exemplar no amor de Beatriz e Dante, o famoso casal da Divina Comédia. O autor enriquece o enredo com comparações, com textos e poemas que nos fascinam e nos prendem de imediato.

A história segue um pouco a ‘receita’ que estamos habituados uma rapariga jovem e indefesa, um homem rico e poderoso. Mas estou correta ao afirmar que O inferno de Gabriel vai um pouco mais longe, consegue criar um enredo que nos prende, fascina e nos deixa enfeitiçadas.

Julia é uma jovem fragilizada, insegura pelo seu passado. Tanto a sua vida familiar com a amorosa lhe proporcionaram momentos de grande angústia, todos acabaram de uma forma diferente por a desiludir e a abandonar. Acabando por se tornar uma pessoa isolada, desprotegida, carenciada de afeto

Vai para Toronto para tirar uma pós-graduação com especialização em Dante, sabendo que vai acordar alguns .

Gabriel é o professor Emerson famoso pelo seu conhecimento da obra de Dante. Este atrai não só pela sua beleza com pela sua riqueza, segurança e autoridade. É uma pessoa restrita sem grandes laços emocionais, também devido ao seu passado cheio de façanhas das quais não se orgulha, mas que no fim acabou por ser uma aprendizagem. Por isso acredita que não tem salvação nem merece perdão.

É nas suas aulas que repara em Julia , que apesar de esta lhe parecer familiar,  sabe que se trata de uma ameaça, uma vez que não lhe é indiferente. Sabe que a tem de afastar para manter a sua sanidade emocional, situação complicada por encontra-se numa fase em que está magoado, furioso com a perda da sua mãe.

A relação entre os dois é tempestuosa e cheia de mal entendidos, Julia sente-se esmagada pela frieza e presença de Gabriel, este por sua vez sente-se extasiado e não sabe o que fazer com este sentimento, por isso tenta a afastar-se mas nem sempre da melhor forma.

Sylvain Reynard escreve de uma forma magistral, desde das primeiras páginas que me senti maravilhada. Não só pela escrita, como pela criatividade do enredo e pelas brilhantes comparações que faz. Mostrando ao mesmo tempo a maravilhosa história de Beatriz e Dante, de como um amor tão puro pode ser tão confuso e cheio de entropia.

Não vai ficar indiferente às personagens, de uma forma perfeita o autor envolve o leitor no enredo, acabamos por fazer parte dele de nos identificar com as personagens assim como os seus sentimentos. Acredite que vai sentir raiva, alegria e até mesmo indiferença por elas.

Penso que não vale a pena lembrar o quão eu gostei deste livro, aliás tenho dificuldades em parar de falar e escrever sobre ele. Agora é esperar pelo segundo volume.

P.S. Não quero deixar de mencionar é Sylvain Reynard é um autor masculino , inicialmente e devido à minha experiência de leitura de livros eróticos/sensuais escritos ou traduzidos por homens,  fiquei com receio que a escrita fosse fria e impessoal, mas foi com uma grande surpresa que verifiquei que não podia estar mais errada. 

Publicado em 1 Março 2013

Arquivo

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business