O Inferno de Gabriel - Crítica no blogue ...viajar pela leitura...

O Inferno de Gabriel é uma obra que se insere no estilo que muito tem sido editado ultimamente, refiro-me ao género erótico cujo objectivo do marketing é claramente a venda desenfreada dos livros. Prova disso, é o selo que traz na capa e que diz “As cinquenta Sombras de Grey Souberam a Pouco?” quando na verdade não se pode fazer tal comparação, pois As Cinquenta Sombras de Grey estão recheadas de sexo e o sexo neste livro acontece nas últimas 3 páginas.

Esta foi uma leitura que gostei de fazer, pois dentro do género em que se insere, posso dizer que é uma obra interessante. É certo que tal como todas as obras do género que têm saído ultimamente, temos uma personagem feminina que enerva o leitor! Acho que não há necessidade de colocar sempre e sempre uma mulher nova, tímida, submissa… que se deixa apaixonar perdidamente pelo personagem masculino, mas isto tem sido uma constante e neste livro não foi excepção, porém não estragou a obra por completo porque todo o resto acaba por compensar…

Ao longo da obra é feita uma analogia com Dante e a Comédia Divina, pois Gabriel encontra-se no Inferno e será resgatado pela sua “Beatriz”. Senti a necessidade de ir pesquisar um pouco sobre Dante para assim perceber melhor as comparações ao longo da leitura.

É uma história cheia de sensualidade, na minha opinião dirigida a um público feminino, que distrai e entretém sem grandes pretensões.

Gostei!

O Segundo volume será publicado em Abril pela Saída de Emergência.

Publicado em 21 Fevereiro 2013

Arquivo

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business