O Toque do Highlander - Crítica no blogue Segredo dos Livros

Quem segue a série Highlander da Karen Marie Moning desde o começo já sabe mais ou menos o que esperar e que a fórmula não muda muito de livro para livro. Ora vejamos: temos um guerreiro destemido, indomável e extraordinariamente sensual, geralmente um laird, extremamente respeitado e amado pelo seu clã. Uma “moça” do século XXI, bela, inteligente, independente e sem papas na língua que, por qualquer “brincadeira” do destino ou talvez não, se vê transportada para a Escócia medieval, apaixona-se irrevogavelmente por aquele “homem das cavernas”. Depois, não podemos esquecer o típico jogo do rato e do gato entre o casal protagonista, as longas noites de encontros sexuais intensos, uma batalha ou outra, um toquezinho aqui e ali de magia fae ou druida e temos praticamente o livro escrito. Não obstante, a verdade é que a fórmula funciona e quer queiramos quer não, vemo-nos envolvidos na história e transportados para um país mágico, com paisagens deslumbrantes e uma carga histórica fascinante que muito tem para dar a conhecer.
Sou fã da autora e recomendo-a sem hesitar. Só um pequeno conselho para quem só agora começa a ler a série: não leia os livros todos de seguida; vá intercalando com outros livros de um género completamente diferente, para não saturar. Assim, estão garantidas umas boas horas de entretenimento e até uma ou outra gargalhada.

Publicado em 7 Agosto 2013

Arquivo

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business