Opinião por "O Imaginário dos Livros" de " Jardins da Lua"

Jardins da Lua, de Steven Erikson

 
 
Opinião: 
 
Depois de muito ler sobre este autor e sobre esta história era com grande expectativa que esperava por ler este livro. De facto, correspondeu a todas as minhas expectativas. Os meus parabéns à Saída de Emergência por ter apostado no autor e na saga, porque, realmente, faz jus ao Manifesto Bang! Espero que continue a editar os seguintes, porque depois deste volume maravilhoso, o leitor fica a ansiar pelos seguintes. 
 
Uma história ambiciosa, escrita de um modo especial e também ambicioso, com personagens maravilhosamente misteriosas e complexas, Jardins da Lua é uma livro magistral. A premissa da história é boa, cheia de suspense e muita adrenalina e merece todos os elogios que tem tido. 
 
As personagens estão excelentes. Todas elas são uma caixinha de surpresas. Da aparentemente mais simples até à mais complexa de todas, cada personagens é única e uma potencial causa de reviravolta para o enredo. Não há nenhuma que esteja a mais e todas têm o seu papel bastante definido. São muitas, em vários cenários e com missões bastante especiais e únicas. Gostei muito de todas e não consigo nomear nenhuma que tenha gostado mais em detrimento das outras. Porém...lá no fundo...posso dizer que a que me causou mais mistério foi o Rake. 
 
O que senti que me prendeu mais foi o contexto dos grupos de personagens. A história tem uma visualização panorâmica, o que faz com que o leitor consiga ver a história "de cima", podendo estar presente em momentos diferentes, que acabam por se encaminhar todos para o mesmo local, onde grande parte das personagens acabam por se encontrar todas, num desfecho emocionante e gigantesco, primorosamente orquestrado ao longo de toda a narrativa. Houve contextos que me emocionaram mais do que outros, em especial aqueles em que a magia está presente, os momentos em Darujhistan, os sonhos de Kruppe e os momentos em que a História destas civilizações é abordada e contada. 
 
A narrativa, como já referi, foi conduzida de forma magistral. Logo desde o começo é possível constatar o poder narrativo do autor. O que pode parecer, no começo, uma grande confusão de personagens e contextos, acaba por tornar-se num quadro de retalhos em que cada retalho é colocado no quadro no momento certo, de modo a criar uma tapeçaria gigante, complexa e perfeita. Tudo se encaixa e o puzzle cresce e conjuga-se todo à medida que a narrativa avança. Gostei muito desta perspetiva, pois, apesar de não ser a primeira vez que a encontro neste género literário, a aparente confusão inicial prende automaticamente o leitor, porque a atenção é presa num instante, bem como o interesse em deslindar toda aquela situação. 
 
O mundo criado também é de se lhe tirar o chapéu. Eriskson criou um mundo totalmente novo e fresco. Não há aqui nada que se possa dizer "parece...", "foi tirar ideias ali...". Não. Aqui é tudo original e isso é importante e crucial. Como grande fã deste género literário, é sempre com algum receio que começo a ler uma nova saga, porque por vezes tenho algum receio que seja parecido com algo que já exista. Neste caso, tal não acontece. Ainda não tinha lido nada parecido dentro do género e fiquei completamente convencida, tanto com a história, como com o mundo criado. 
 
Uma História bem contextualizada, com um passado estudado, criado de raiz, num mundo credível e bem explorado, onde as bases estão bem definidas e enraizadas, as personagens fluem naturalmente, como se fossem mesmo reais. É um mundo ambicioso, com leis e realidades diferentes e uma magia e um conjunto de deuses e deusas únicos, que está tão bem elaborado que se torna natural. Gostei da forma como a magia entra na história e molda tudo à sua volta. Está bem incrementada e é um sistema bem complexo. 
 
Quanto às descrições, estas são fabulosas, de cortar a respiração. O autor joga com as palavras, criando verdadeiras maravilhas. É possível visualizar perfeitamente todos os cenários que são apresentados e mesmo o que possa parecer mais estranho, de tão bem descrito, acaba por se tornar visível e compreensível. 
 
Em suma, um livro fantástico, com personagens fantásticas, com uma história grandiosa e cheia de estilo. É um mundo novo a ser explorado e uma aposta ganha pela Editora. O escritor é excelente! Espero ver os próximos livros brevemente por cá, para fazerem as delicias dos leitores! Recomendo vivamente, a todos aqueles que gostam de um livro cheio aventuras, mistério, magia, momentos de grande emoção, batalhas, estratégia, romance e muita, muita ação! Deixem-se levar por este mundo de magia e mergulhem em Jardins da Lua.
 
NOTA (0 a 10): 10

Publicado em 9 Fevereiro 2017

Arquivo

2017

2016

2015

Visite-nos em:

Forum Bang Forum Bang Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business