Opinião sobre "Uma Nova Promessa" (Trilogia Hotel das Recordações #3) - Nora Roberts em Dream Pages

 

Opinião
 
      Começo por agradecer à Chá das Cinco pelo gentil envio do livro.

      "Uma Nova Promessa" vem encerrar a trilogia Hotel das Recordações, centrada no restauro de um degradado hotel que sobreviveu à guerra civil. Depois de Beckett e Clare, Owen e Avery, é a vez de Ryder e Hope encontrarem o seu final feliz. Ao longo dos primeiros dois volumes, assistimos à árdua convivência entre os dois, e admito que aguardava com bastante curiosidade o volume dedicado à história deste casal.

    Ryder Montgomery é o irmão mais misterioso e fechado da família, o que apenas o torna mais atrativo e interessante. Com um grande sentido prático, gosta de manter as coisas num patamar simples, tanto a nível pessoal como profissional, assentando a sua vida numa linha de honestidade e clareza. Habituado a relações descomplicadas e sem compromisso, é com alguma confusão que vê entrarem no seu coração sentimentos despoletado por Hope.

   Hope Beaumont é uma rapariga organizada e pragmática, uma profissional exímia no que toca a providenciar aos seus hóspedes tudo o que necessitam para terem uns dias de sonho, garantindo que a sua estadia seja memorável. Desiludida com uma anterior relação fracassada, Hope tem algum receio de se deixar envolver no encanto que sente por Ryder, o Montgomery que a tenta ignorar desde o primeiro dia.

    Ao contrário dos protagonistas dos volumes anteriores - que tinham crescido juntos e, portanto, já tinham criados fortes laços de amizade -, Hope e Ryder conhecem-se apenas há alguns meses. É engraçado ver como se vai desenvolvendo a relação destes dois, sem pressões e sem pressas, e como o seu lado racional por vezes se perde no domínio sentimental. Ambos habituados a manter as coisas casuais, evitando assim novos desgostos amorosos, é com alguma relutância que vão admitindo o que sentem um pelo outro. Achei interessante que o carácter desta relação fosse tão diferente daquelas que conhecemos nos primeiros dois volumes, embora seja totalmente condizente com as personalidades práticas de Ryder e Hope.

    Gostei que a autora se tenha debruçado um pouco sobre o passado da Hope, pois queria saber mais sobre quem fora antes de assumir o cargo de gerente do Hotel das Recordações. Ao contrário da Clare e da Avery, que cresceram em Boonsboro, Hope era uma rapariga da grande cidade, habituada às noites festivas e aos luxos ostentosos de Georgetown. A grande mudança na sua vida, desencadeada por uma traição inesperada, vem mostrar-lhe que é possível ser feliz numa recatada vila de Maryland, num pequeno hotel de charme, rodeada pelas pessoas de que mais gosta e em quem sabe poder confiar.

    Em "Uma Nova Promessa", o hotel já está concluído e em funcionamento, pelo que a história se pode focar mais noutros aspetos. Gostei especialmente do plano familiar retratado com maior destaque neste último volume, com as reuniões em casa da Justine. Reencontramos os casais anteriores e acompanhamos a gravidez da Clare, bem como os preparativos para o casamentos e para o novo restaurante da Avery,

    Este é também o livro em que descobrimos finalmente a história de Lizzy. Depois de não ter achado necessária a sua existência no primeiro volume, e de, no segundo, ter começado a gostar do papel que desempenha, confesso que neste terceiro volume fiquei bastante satisfeita com o lugar que ocupa na trama. Agora que o hotel já está terminado, e mesmo que os Montgomery tenham sempre novos projetos em mãos graças à matriarca da família, achei que a participação e a busca pelo esperado amor desta fantasma foi uma lufada de ar fresco na história, principalmente devido à ligação que ela tem com os protagonistas.

    Depois de três volumes onde vimos o renascer de um hotel, assistimos ao desabrochar de três relações e conhecemos a pequena vila de Boonsboro, tenho de admitir que foi com alguma pena que me despedi destas personagens. Esta é a trilogia ideal para as pessoas que gostam de uma história leve e romântica, de leitura rápida, fresca e agradável. As personagens são interessantes, os cenários são belos e a escrita é cativante (sem falar do facto de as capas serem lindas!). Aconselho os leitores que gostam de um romance despretensioso e terno a passarem uns dias no "Hotel das Recordações", pois é muito fácil perdermo-nos nestas páginas! Gostei muito!

Opinião sobre outros livros de Nora Roberts:
 Música que aconselho para acompanhar a leitura: Down The Line_John Newman

Publicada por à(s)

Publicado em 7 Fevereiro 2017

Arquivo

2017

2016

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business