Os Melhores contos de H. P. Lovecraft Vol.1 - Opinião no blogue O Imaginário dos Livros

 Foi com imenso gosto que peguei neste belíssimo primeiro volume de contos de Lovecraft editado pela Saída de Emergência. A capa e todo o design está excelente, os meus parabéns!
 
A primeira vez que li este autor foi há dois anos, se não estou em erro, e gostei bastante. Li Nas Montanhas da Loucura e achei muito bom, tremendamente misterioso. Fiquei sempre a pensar naquela história e em todo o seu contexto e foi com grande entusiasmo que encontrei neste livro muito material que tem o mesmo contexto e que respondeu a algumas questões que ficaram em aberto aquando da leitura desse livro.
 
Confesso que o meu conhecido sobre o autor não é muito, nem sobre a sua obra, mas sempre tive interesse. Com este primeiro volume fiquei a conhecer muito mais a sua obra, se bem que apenas comecei a deslindar algum do seu material, aquele que está presente neste primeiro volume. Há muito mais para descobrir nos outros volumes.
 
Gostei de todos os contos, se bem que mais de uns do que de outros. Gostei (muito) especialmente d' O Despertar de Cthulhu, A Criatura na Soleira da Porta, O que Sussurra nas Trevas, A Sombra sobre Innsmouth e A Celebração
 
Em todos eles há uma espécie de fio condutor que os trespassa, mesmo que subtilmente em alguns deles. Gostei bastante da forma como foram organizados, uma vez que existem contos que, apesar de  não terem as mesmas personagens, complementam-se na perfeição, dando sempre um acréscimo de significado aos anteriores.
 
Toda a mitologia criada pelo autor é excelente, cheia de detalhe e muito pulsante. Ao longo da leitura é possível sentir uma espécie de receio em relação aos acontecimentos das narrativas, receio esse que é bastante subtil mas presente e até incomodativo, no bom sentido. Isso é sinal que a história, as personagens e o surreal presente nelas está bem feito, bem criado e bem apresentado. Demonstra a mestria do autor sublimamente. Não é um terror forte e feio, daquele terror que por vezes acaba por meter mais nojo do que medo. Não! É um terror inteligente, um terror psicológico e que se agarra à mente. É um terror bastante subtil, até tímido, mas que consegue agarrar o leitor de uma maneira bastante forte, sem se fazer notar logo à partida. Senti isso quando li o outro livro e voltei a senti-lo agora.
 
O forte aqui não são as personagens, se bem que todas elas são muito boas e bem desenvolvidas, muito complexas. O forte é o ambiente descrito, criado e trabalhado. É a sensação de terror ao virar da esquina, de algo inexplicável e misterioso, que faz com que se fique agarrado ao livro. É muito bom mesmo. Tendo em conta a altura em que os contos foram escritos (1920-1930, mais ou menos), é ainda mais fascinante uma vez que muito do que é descrito é puramente uma visão de algo que poderia ser futurista. O medo do desconhecido é o que mais está presente ao longo de todos os contos e está muito bem elaborado
 
Em suma, é um excelente livro, uma excelente escolha de contos. Uma escrita inteligente, cheia de significados, de palavras brilhantes e descrições sublimes e perfeitas. De facto, um nome imenso da Literatura Mundial. Recomendo totalmente!
 
NOTA (0 a 10): 9
Publicado em 19 Outubro 2016

Arquivo

2017

2016

2015

Listas de Recomendações

Visite-nos em:

Forum Bang Forum Bang Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business