Pulp Fiction Portuguesa - Crítica no blogue Caderno de Apontamentos

Recuperei ontem à noite um livro comprado na última feira de Lisboa. Intitula-se Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa, é editado pela Saída de Emergência e serviu-me de refrigério aos espasmos existencialistas e sentimentais que abundam, atualmente, na literatura portuguesa. Há quem defenda que a “pulp fiction” (uma espécie de literatura de série B) nunca existiu em Portugal. A coletânea da Saída de Emergência prova o contrário, com uma série de contos bem escritos e com muito nervo. Há piratas, aventureiros das selvas, detetives façanhudos e heróis mascarados combatendo nazis e que remetem para títulos tão deliciosos como Sangue, Suor e Suásticas. A leitura destas aventuras torna-se reconfortante – e, de vez em quando, confessemos, até sabe bem largarmos os atilhos de um Lobo Antunes ou de um Peixoto.

Publicado em 4 Julho 2012

Arquivo

2020

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business