Quando Estou Contigo - Crítica no blogue Esmiuça o Livro

Quando estou contigoé o segundo livro da autora, Beth Kerry editado em Portugal, pessoalmente gostei mais deste segundo volume do que o primeiro Porque és minha. A diferença foi a tradução do segundo volume que está muito boa comparada com o anterior volume.

Ainda bem que dei mais uma oportunidade à autora porque a história de Lucien e Elise é inquietante e audaz. Uma história carnal onde as personagens são devoradas pelo desejo.

Estão recordadas de Lucien o amigo de Ian, proprietário do famoso restaurante. É um homem de negócios, que demonstra grande secretismo e pouco ou nada revela de si. Até que aparece Elise, a chef estagiária que devido a umas confusões acaba como chef principal. Conhecem -se desde da adolescência inclusive tem um passado mal resolvido.

 Quando se encontram Lucien está certo que desta vez não vai virar as costas, que vai submeter Elise aos seus desejos, castigá-la pelos seus atos. Mas o que Lucien não esperava era render-se totalmente e que os seus sentimentos falassem mais alto.

Elise submete-se a tudo o que lhe é proposto, porque tem a certeza que ele é o homem que sempre esperou.

Um enredo cru e cheio de desejo. Uma relação carnal que acaba por se transformar em algo mais profundo.

 O enredo dá-nos uma visão detalhada do que pode ser uma relação BDSM, mais carnal. Onde a satisfação do desejo impera. A autora consegue transmitir as emoções, a sua ideia num romance erótico ao qual o leitor se rende totalmente. E acredite que se ainda não experimentou, fica com vontade de o fazer. Este é o grande trunfo da autora, transmite as emoções, a vontade de o experimentar. Faz nos entrar no enredo de sentir o mesmo que as personagens.

A autora escreve de uma direta e crua, não existe adornos na linguagem mas não chega a ser grosseira.

As personagens conseguem marcar a diferença. Acabamos por conhecer Lucien ao virar de cada página, uma personagem que consegue despertar vários sentimentos, mas no fim consegui compreender o porquê e até de lhe perdoar algumas das suas ações. O mesmo se passa com Elise uma personagem que se vai revelando, que acabamos por compreender e que nos acaba por conquistar

Muito Bom!

Publicado em 16 Julho 2013

Arquivo

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business