Quem disse que não podemos sorrir com a História?

Nem sempre o sentido de humor está associado à historiografia. Tendo em conta que a seriedade se sobrepõe ao registo e documentação histórica e não há muito por onde fugir nesse aspecto, Pedro Almeida Vieira oferece um livro refrescante sobre a descoberta do Brasil, a sua construção e consolidação como uma das grandes colónias do século XVI ao XIX e o que correu maravilhosamente bem ou terrivelmente mal. Quem disse que não é possível rir sobre a história? Talvez seja a única forma de aprender verdadeiramente sobre aquilo que aconteceu enquanto nos divertimos e folgamos com o discurso rico, minucioso e conhecedor deste autor. Terá sido um parto difícil?
Logo no índice de títulos, é bastante evidente que nos vamos divertir com o humor mordaz e a ironia incisiva a partir das brincadeiras com os títulos: parecem adivinhas ou rimas para miúdos. Quando, porém, penetramos no texto de densidade lírica e estilo opulento, somos levados até àquele tempo distante, até àquele sítio paradisíaco, e quase sentimos o Sol tropical...
A partir de uma extensa e ampla bibliografi a, Pedro Almeida Vieira recorre às mãos da época e às análises de hoje com vista à concepção de um livro completo no seu todo histórico, enquanto injecta a sua visão divertida sobre o nascimento, criação e amadurecimento desse paraíso deixado aos homens: Brasil!
Publicado em 30 Outubro 2015

Arquivo

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business