Ritual de Amor - Crítica no blogue O Mundo Encantado dos Livros

Depois da leitura do primeiro volume desta trilogia, a curiosidade de continuar a leitura aumentou. Estava ansiosa pelo momento de pegar neste livro e quando finalmente consegui tê-lo em meu poder, foi literalmente devorado.
Poucas são as pessoas que não conhecem Nora Roberts e, mesmo que não tenham lido nenhum dos seus livros, apenas a referência a seu nome faz despertar a atenção para a conversa que se está a ter. Ela é uma autora que, mesmo mantendo uma linha de desenvolvimento semelhante nos seus livros, tem também uma imaginação muito fértil. Escreve romances contemporâneos, policiais e até mesmo romances com temas sobrenaturais. Nora é autora polivalente em relação aos temas que escreve, mas como qualquer ser humano mostra a sua fraqueza quando escreve sobre temas sobrenaturais. Não quero com isto dizer que este livro tem uma qualidade inferir, apenas afirmo que esta temática é o “Calcanhar de Aquiles” para autora. Na verdade esta tem sido uma trilogia que me tem surpreendido pela positiva, estava um pouco receosa com estes livros, mas na verdade acabaram por me fazer lembrar um pouco da Trilogia da Chaves, também escrita por Nora Roberts.
Apesar dos fenómenos sobrenaturais existentes nos livros, estes têm focado mais o romance entre as suas personagens e apresentando uma continuidade entre si, isto é algo que me tem deixado bastante satisfeita por poder acompanhar o desenvolvimento da relação das personagens do livro anterior. Em comparação com o livro anterior, este “Ritual de Amor” apresentou mais desenvolvimentos acerca da história de Twisse e também este se mostrou um pouco mais, trazendo terror e situações complicadas para os três homens e as três mulheres. A história entre Fox e Layla apresenta-se de uma forma um pouco mais inconstante que a anterior devido à personalidade insegura da protagonista feminina, mas assim que ambos se deixam levar por aquilo que sentem, ela começa a desenvolver-se de uma forma mais doce. Em comparação com o livro anterior, este volta a apresentar um desenvolvimento muito bem estruturado e não encontrei nenhum erro de continuidade no mesmo.
Este segundo livro vem aguçar-me a vontade de ler o último livro da trilogia. Ainda nem acredito naquilo que li quando estava próximo o final e por isso as minhas expectativas para ele estão bem altas. Gage sempre me fascinou desde o início da trilogia, o menino rebelde e marcado pelo seu passado. Estou ansiosa por ler a sua história, acredito que este será um livro em que tudo pode acontecer.

Publicado em 22 Março 2013

Arquivo

2018

2017

2016

Listas de Recomendações

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business