Segredos de Sangue - Blogue Mil Estrelas no Colo

Charlaine Harris nasceu a 25 de Novembro de 1951, e é uma autora best-seller do New York Times que escreve já há 30 anos. Nasceu e cresceu na área do delta do rio Mississippi dos Estados Unidos, mudando-se mais tarde para o sul do Arkansas onde vive com o marido e os seus três filhos. Os seus primeiros trabalhos consistiam na sua maioria em poemas sobre fantasmas e, mais tarde, sobre a angústia, e a adolescência. Começou depois a escrever peças, quando trabalhou no colégio “Rhodes College”, em Memphis, Tennessee, e só depois começou a escrever livros, alguns anos mais tarde. Os seus livros mais recentes têm sido no género de fantasia urbana e é conhecida em Portugal pela série “Southern Vampire Mysteries”, também conhecido como os romances de Sookie Stackhouse, a saga do Sangue Fresco sobre uma humana telepata que se vê envolvida no mundo sobrenatural.

Segredos de Sangue é o décimo volume desta saga, onde a história é narrada na primeira pessoa, neste caso Sookie Stackhouse, a protagonista desta série que é funcionária de um bar e tem poderes psíquicos – consegue ouvir os pensamentos dos humanos – tornando-a diferente dos restantes humanos. Uma das maiores dificuldades que Sookie teve ao longo da sua vida foi lidar com este dom, daí ter-se visto logo atraída pelos vampiros quando descobriu que não conseguia ouvir os pensamentos destes, já que como é óbvio estavam mortos.

Este décimo volume comparado com os livros anteriores pode-se dizer que é um livro mais calmo, não tem tanta acção e desenvolvimento. É mais focado numa visão mais introspectiva de Sookie. Esta personagem foi evoluindo sempre e neste livro vê-se cansada de tanta guerra e destruição em volta dos seres sobrenaturais que agora habitam o mundo livremente. Questiona-se várias vezes sobre o porquê de atrair tantos problemas para si e vê-se cansada querendo apenas poder fazer a sua vida sem tanto drama a girar em torno dela. Para mim Sookie é uma das melhores personagens criadas que eu já tive oportunidade de ler, é parva por vezes mas é também corajosa, é uma mulher que se preocupa com os outros e acima de tudo os preconceitos dela são muito poucos. Sou uma seguidora desde o início da saga e adorei-a desde logo.

Não posso deixar de falar também dos intervenientes secundários deste livro que foram deveras importantes. Claude o primo fada de Sookie vai morar com ela e entre eles cria-se uma relação cordial que aos poucos passa a ser de amizade e confiança. É aqui que surge também o primo menor de Sookie, filho de uma das suas primas falecidas, Haylei e que também tem o mesmo dom de Sookie. Isto veio mostrar um pouco como terá sido a infância de Sookie e trouxe assim um pouco mais de conteúdo para esta já de si complicada personagem.

Os cenários são maioritariamente a casa de Sookie e a casa de Eric, dando também assim maior ênfase na relação amorosa de ambos e mostrando como lidam com as suas vidas particulares tentando conciliar uma relação já de si muito difícil.

A vertente politica continua bem presente no livro e que para mim continua a ser um dos maiores trunfos desta série, é a que a torna tão particular e única. No entanto é visível neste volume um foque mais nos metamorfos do que nos vampiros que foram sem dúvida a classe dominante até agora. Se a realidade da vida de Sookie fosse verdade, seria uma realidade a meu ver aterrorizadora. Muitas vezes dei comigo a pensar se isto fosse tudo verdade como é que eu reagiria. Este foi um dos pontos em que Charlaine Harris esteve maravilhosamente bem de novo, criando suspense e medo ao leitor com a sua visão estranha de um mundo irreal.

Os elementos essenciais continuam a estar presente, tal como a escrita simples e o ritmo viciante que a autora já nos habituou. Adorei ler este livro e mal posso esperar para ler a continuação. Uma saga altamente recomendada pelo blogue Mil estrelas no colo.

5 estrelas!

Publicado em 19 Março 2013

Arquivo

2017

2016

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business