Sobre O Complexo dos Assassinos



 

Fecha os olhos e sente a fraqueza do inimigo.

A mente domina o corpo.

A mente domina o corpo.

A mente domina o corpo.

Respira.

Inspira.

Expira.

Inspira.

Expira.
Agora – sobrevive.

Bem-vindo ao Complexo dos Assassinos

Tu não nos consegues ver. Tu não nos consegues sentir.

Mas nós estamos aqui.

E controlamos-te – cada gesto e cada passo.

 


 

 

Matar ou morrer


O Complexo dos Assassinos é um retrato cru e cruel do monstro que reside dentro de cada indivíduo – matar ou morrer é o lema que se poderá ler nas páginas desta obra. No entanto, floresce uma amizade entre uma rapariga, Meadow, e um rapaz, Zephyr, que prova que mesmo em ruas inundadas de sangue e dentro de uma cidade governada por um sistema de controlo podre e corrupto – o Complexo – é possível ter esperança num futuro melhor, embora essa esperança deva permanecer secreta no coração de cada um.

Predestinados a viver as suas vidas no limite do perigo e a combater violentamente em nome da sobrevivência, Meadow e Zephyr combinam as suas forças para juntos afugentarem o medo e triunfarem contra a morte. Mal saberão eles o que o Complexo lhes irá reservar…
 


Galeria de personagens

O Complexo dos Assassinos

Não sendo uma personagem humana, é um sistema tecnológico de controlo que vigia minuciosamente cada cidadão, programando as vidas de todos, porém votando ao esquecimento o valor humano de cada uma. De certa forma, torna-se uma personagem, por estar omnipresente, por gerir e organizar as rotinas de cada indivíduo e por ditar o futuro da sobrevivência de cada um. É um sistema de poder opressor que visa um controlo absoluto e inalienável. No entanto, ao mesmo tempo que os cidadãos são vigiados, também vigiam. Ao mesmo tempo que são mortos, outros são programados para matar. E outros para sobreviver… se conseguirem.
 

Meadow Woodsen

O cheiro quente e metálico do sangue ensopa as ruas, mas Meadow não tem medo. Ensinada pelo pai a sobreviver utilizando ao máximo os seus próprios recursos, Meadow tem apenas 15 anos, mas é uma ágil lutadora, perspicaz e destemida, não hesitando em matar outro se disso depender para sobreviver. A sua força de caráter é sublimada tanto mais que tudo aquilo que se coadune com a fraqueza de espírito e de corpo não faz parte da sua filosofia de vida. Para estares vivo, tens de ser forte. Para estares vivo, tens de respirar o mesmo ar dos teus inimigos sem ceder à fraqueza. No caso de Meadow, fraqueza de espírito pode muitas vezes estar associada à emotividade que, aliás, caracteriza as raparigas – Meadow não confia em ninguém, não acredita em ninguém, não se aproxima de ninguém (quase ao nível da sociopatia). Até conhecer Zephyr.

No início reside com a família num barco na Florida, mas depois de conhecer Zephyr começa a deslindar os traços de uma verdade demasiado violenta… que só no livro será revelada.
 

Zephyr James

Órfão, Zephyr tenta passar despercebido das multidões apáticas do Complexo. Reconciliado com a sua solidão, é quando conhece Meadow que se revela a sua necessidade de se ligar a alguém. Assim, enquanto ensina Meadow a confiar num amigo, Meadow ensina-o a sobreviver nas ruas de sangue do Complexo. Enquanto Meadow se ri encarando o medo, Zephyr teme represálias do sistema do Complexo ou do destino. Cuidadoso e terno, sente muitas vezes remorsos com as mortes das quais é culpado, vivendo mal com isso, mas a força de Meadow dá-lhe resistência e renova-lhe a esperança. Porém Zephyr desconhece que essa esperança lhe será roubada mais cedo do que pensa, e que o Complexo já o encaminhou para um futuro mais sangrento…

Publicado em 17 Março 2015

Arquivo

2022

2021

2019

2018

2017

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business