Sublime Sedução - Crítica em Leitura Não Ocupa Espaço

Há muito que ansiava regressar ao mundo do sensual e misterioso Jericho Barrons e de Mac, a mais recente vidente de Sidhe a ser descoberta, cuja visão nos dá a conhecer todo o mundo envolvente desta fantástica série de nome "Fever".
 
Mac continua em Dublin tentando obter vingança pela morte da irmão, Alina, mas é pela sua vida que tem de temer, visto que a jovem de Ashford, EUA, faz inimigos com a mesma facilidade com que muda de roupa.
 
Enquanto lida com os atentados à sua vida, Mac procura o maldito livro, Sinsar Dubh, objecto do qual todos se querem apropriar, mas a jovem não pretende encontrar o maléfico livro sem, primeiro, ver os seus próprios intentos resolvidos.
 
Formando estranhas e perigosas alianças, a vidente de Sidhe vê-se metida em vários sarilhos, mas a sua determinação cresce exponencialmente assim que sabe o mal que está para chegar dentro de dias.
 
Conseguirá Mac salvar a humanidade e vingar a morte de Alina?
Descobriremos, finalmente, qual a verdadeira natureza de Barrons?
 
"Sublime Sedução" é o terceiro volume da série "Fever" de Karen Marie Moning, que chega às livrarias portuguesas pela chancela das Edições Saída de Emergência (Benditas sejam!).
 
Desde que li o primeiro livro, "Anoitecer", tornei-me uma fã incondicional da escrita e do mundo criado por Karen Marie Moning, assim como das suas personagens, em especial Jericho Z.Barrons, sendo um tremendo alívio e alegria, quando fico a saber que as Edições Saída de Emergência dariam continuidade à publicação da série.
 
A autora prima pelo suspense, originalidade e sensualidade, três elementos que elevam "Fever" a um patamar superior.
 
O suspense mantém-se, essencialmente, em torno da verdadeira natureza de Barrons, que Mac desconhece, por mais que tente perguntar ao seu patrão.
 
A originalidade prevalece neste mundo de Seelie/Unseelie, onde apesar de se notar uma grande pesquisa de lendas celtas por parte de KMM, não lhe falta o seu toque especial, criando criaturas insólitas, e até abrindo uma ponte que interliga a sua série de Highlanders com esta de Mac.
 
A sensualidade, bom... um nível de sensualidade que desperta os sentidos mais adormecidos! KMM é mestre no que toca a criar personagens, cuja "presença", só por si só, transmitem uma grande carga de sensualidade e promessas de prazer silenciosas, que não deixa nenhum leitor indiferente.
 
Gosto de ver a evolução de Mac. Passou de princesa sulista, a uma vidente de Sidhe desembaraçada, guerreira e determinada. Apesar de ainda manter alguma da sua inocência do passado, dando-lhe um ar de graça, e de necessitar ainda de bastante treino, Mac mudou, transformou-se e, acima de tudo, cresceu. De menina a mulher no espaço de poucas semanas!
 
Barrons continua um enigma, transbordando um magnetismo electrizante que nos faz ter pensamentos menos próprios, só à menção do seu nome.
 
V'lane é claramente um interesseiro, mas, apesar da sua falta de costumes humanos e pouca paciência para os mesmos, é bom para Mac, bombardeando-a com uma atracção que é, literalmente, fatal.
 
Dani, a jovem vidente de Sidhe por quem Mac nutre uma boa amizade, volta a fazer parte da trama. Muito engraçada e irreverente, espero vir a conhecer ainda mais desta adolescente única!
 
Acabando num enorme "cliffhanger", "Sublime Sedução" deixa-nos a ansiar pelo volume seguinte.
 
Dotada de uma escrita acessível mas motivadora, aliada a um ritmo frenético, e a personagens fenomenais, esta é uma leitura a não perder!
 
"Sublime Sedução" é como um amante apaixonado, no qual nos deixamos enredar sem tabus ou preconceitos, deleitando-nos com tudo que tem para nos oferecer.
Publicado em 21 Maio 2014

Arquivo

2019

2018

2017

Listas de Recomendações

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business