Treine como uma Estrela no Notícias Magazine

Nuno Neves, o personal trainer de Cristina Ferreira, desvenda-os a todos.

Em tempos, quando perguntou a uma aluna prestes a começar a treinar quais eram os seus objetivos, Nuno Neves gostou da resposta: continuar a comer e beber sem ficar com pesos na consciência. É um facto: o personal trainer de Cristina Ferreira nunca gostou de ver gente dependente do sofá, sem força para abraçar hábitos de vida saudáveis. Outro facto: gosta ainda menos de excessos. Pessoas que aumentam o volume de treino sem respeitar os períodos de descanso aconselhados não sabem o mal que fazem a si mesmas. Acima de tudo, importa treinar com a cabeça.

«Sabia que dormir entre 7 e 9 horas por noite é essencial para que o corpo recupere após um treino intenso? É no sono profundo que se liberta a hormona do crescimento, a mesma que conduz a uma tonificação muscular. Por esta razão, a fase mais importante do treino é mesmo o descanso.»

Antes de treinar, importa ter uma informação clara face ao que vai fazer, como e porquê, avisa no seu livro Treine Como Uma Estrela, com os fundamentos para se alcançar um corpo perfeito sem prejudicar a saúde. A desculpa de que não temos tempo não serve: o treinador assegura que 20 minutos, duas vezes por semana, são suficientes para começar desde que se seja consistente, regular e intenso.

«Dar o máximo não significa cair para o lado nem lesionar-se. Ouçam o vosso corpo: ele funciona de maneira inteligente. Façam uma alimentação saudável, que permita queimar mais calorias do que as ingeridas. Nós somos o que comemos, mas também o que fazemos.»

E porque estamos sempre a ser bombardeados com informação que parece fidedigna e, contudo, se contradiz a toda a hora, torna-se fundamental saber distinguir a verdade dos mitos. Veja na nossa fotogaleria os seis que passam mais frequentemente por verdades, a tirar da ideia antes de se lançar ao exercício.
 

6 mitos que deve saber antes de começar a treinar.
 

#1
Os abdominais derretem a gordura abdominal.
Quem nunca ouviu dizer isto? No entanto, os abdominais não são um exercício que queime muitas calorias e, como tal, não ajudam a perder gordura. Nenhuns exercícios localizados fazem perder gordura localizada. Quanto mais grupos musculares conseguir estimular em cada exercício selecionado, maior será a queima de massa gorda em geral.

#2
Quanto mais tempo treinar, melhor.
Errado. Vale mais treinar 20 minutos em cinco dias por semana do que treinar hora e meia num único dia. A verdade é que o metabolismo mantém-se em alta atividade depois do exercício, potenciando um maior gasto calórico nesse período.

#3
Fazer musculação transforma a gordura em músculo.
Soa bem, mas a gordura não se transforma em músculo. Sucede, isso sim, que a perda gradual do tecido adiposo se faz acompanhar, ao mesmo tempo, de um ganho de massa muscular. Quanto mais músculo tiver, mais gordura queima.

#4
Correr agasalhado ajuda a emagrecer. Era bom que assim fosse, facilitava bastante o trabalho. Porém, embrulhar plásticos em redor do corpo ou agasalhar-se em excesso apenas fará com que transpire mais, fazendo-o perder água e minerais. Garanta a hidratação e nutrição da sua pele.

#5
Treinar em jejum emagrece. A única coisa que vamos conseguir, ao treinar com o estômago vazio, é perder massa muscular de forma rápida. Resultado: o nosso desempenho também diminui consideravelmente. Coma de forma saudável, faça várias refeições por dia, beba muita água e descanse o suficiente para o seu corpo recuperar de forma positiva.

#6
Treinar é sempre melhor do que não treinar. O exercício físico é ótimo e recomenda-se, mas treinar mal é pior do que não treinar. Se sentir dor enquanto pratica o que quer que seja, pare e certifique-se de que não é o corpo a dar-lhe sinal de que algo não está bem ou caminha para uma lesão. Não ultrapasse os seus limites: os resultados serão melhores se for treinando progressivamente, sem exagerar.

Publicado em 23 Março 2017

Arquivo

2017

2016

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business