Um Estranho Numa Terra Estranha - vol. 2 - Opinião no Ler y Criticar

Neste segundo volume continuamos a história de Valentine. Sendo este o segundo e último livro, o enredo começa num bom ritmo, muito graças ao facto de as personagens já estarem devidamente exploradas, cabendo agora à narrativa desenvolver-se e aprofundar alguns detalhes no mundo que fazem a diferença em todo o enredo.
 
Valentine é, à sua maneira, um personagem fascinante, incrivelmente bem criado, levando-nos a explorar pontos de vista únicos e que encaixam bastante bem neste mundo criado. A originalidade de alguns momentos é realmente a grande diferença entre este livros e outros, porque nenhum outro explorou de forma tão simples e cortante alguns dos temas aqui aprofundados.
 
Com uma escrita simples mas direta, o autor leva o leitor a entrar numa montanha russa de momentos marcantes, decisões complicadas e questões que aprofundam a própria natureza humana, a forma como as sociedades estão estruturadas e os condicionalismos que fomos criando nas nossas sociedades, quer a nível pessoal, social, político ou religioso. E é nesta poderosa mistura que o livro se torna na obra prima que é, porque nos leva a questionar tudo, até a forma como olhamos para nós enquanto espécie dominante num planeta e enquanto comunidade. Que caminho estamos a seguir? O que poderia ser diferente? Até que ponto o caminho que percorremos está perto ou longe de ser o ideal?
 
E é assim, num bom ritmo e com uma poderosa crítica política e social que o autor nos agarra, nos faz pensar de forma vertiginosa, como se sentíssemos as suas palavras mesmo na nossa cabeça, prontas para plantar uma ideia, uma questão, e a partir daí começamos a pensar. É, no fim de tudo, um obra de ficção, mas que se torna aterradora pela forma crua como se aproxima da realidade e a explora indiretamente.
 
Sendo um livro claramente superior à grande maioria que explora estes temas, o que temos aqui é uma obra prima que durante anos foi aplaudido pela sua originalidade e capaz de levar o leitor a pensar. Tudo o resto que aqui não mencionei, como outras personagens, diálogos, ou até o final, são também de grande qualidade, mas o que o torna único é a sua visão singular do que somos enquanto espécie. Um livro intemporal que é muito mais do que um livro de ficção científica. É um livro para qualquer leitor.
Publicado em 17 Outubro 2018

Arquivo

2018

2017

2016

Visite-nos em:

Revista Bang Instagram Nora Roberts facebook youtube
Amplitude Net - e-Business